OSCAR MOREIRA DA SILVA

VELHO MARINHEIRO

UMA NOITE... UM LUAR...


VELHO MARINHEIRO

Naveguei os oceanos,
Enfrentei águas revoltas.
Por longos e vários anos
Dei na terra muitas voltas.

Mergulhei nas profundezas,
Conheci o rei Netuno,
Aprendi com sua alteza
Fui do mar melhor aluno

Caturrei nas grandes ondas
Mareei em grande estilo.
Na proa usei a sonda
Solequei em mar tranqüilo

Sou um velho marinheiro
Escaldado pelo sol.
Sempre fui companheiro
Das gaivotas do atol.

Sou um velho marinheiro
Bem curtido pelo sal.
Vi nascer belas manhãs,
Jamais vi uma igual.

Namorei todas estrelas,
Me noivei com a lua cheia.
Casado com a madrugada,
Fui amante da sereia.

Desafiei o vento forte,
Acalentei a calmaria.
Fui bafejado pela sorte
E protegido pelo Guia.
Tive como bela consorte
A brilhante estrela guia,
Indicando sempre o norte,
Enchendo o céu de alegria.

Em cada porto um abrigo
(Quantos amores deixei).
Em cada cais um amigo
Que nunca esquecerei.
Será o mar meu jazigo,
Iluminado pelo sol rei,
Neste ambiente bendigo
Onde feliz descansarei.

Autor: Oscar Moreira da Silva



UMA NOITE... UM LUAR...

Amassava entre as mãos
a fria e úmida areia.
Moldava-te no chão
sob o clarão da lua cheia.

Após algum tempo
sob o alegre luar,
fiz brotar o teu sorriso....
O teu lindo olhar.

Aos poucos cresce a maré.
Sobe onda sobre onda...
Não pude evitar!
Levou tudo...
Lavou todo o teu olhar.

No lugar ficou a dor,
sobejo do nosso amor !.
A linda lua cheia,
de triste ficou feia
e o mar muito contente
robou-ma de repente.

Foste minha na baixa-mar
e do mar na maré cheia ....

Autor: Oscar Moreira da Silva

Para acessar matérias anteriores,
clique na caixa abaixo. 

   

Qual a sua opinião sobre esta matéria?
Envie suas críticas e sugestões

Clique aqui

Deseja enviar esta página para um
"Velho Amigo"?

Clique Aqui